2009/03/06

Eu, Pacheco Pereira e as cabalas 

José Pacheco Pereira destacou o meu nome no Abrupto como um dos principais responsáveis por mais uma cabala contra Manuela Ferreira Leite. (Muito gostava de perceber como é que pedir um bom cabeça de lista para as Europeias é mau para o PSD, mas tenho consciência das minhas limitações.) Enviei por isso a JPP, na passada Quarta-feira, a resposta que gostaria de ver publicada no Abrupto. Mais tarde, receando que se tivesse extraviado, reenviei-a por outra via, de um outro endereço de mail. Pelo que constato agora no Abrupto, passados dois dias, JPP estará ainda demasiado ocupado a publicar outros textos dele. Por isso, evitando desviar JPP de tarefas mais importantes, fica aqui a mensagem em causa.

--------------------
From: Tiago Azevedo Fernandes
Date: 2009/3/4
Subject: A petição
To: Jose Pacheco Pereira

Bom dia!

Como o meu nome é citado hoje no Abrupto, gostaria de esclarecer o seguinte.

1) O que une os signatários da petição é apenas o facto de terem assinado a petição. Cada um terá as suas razões, eu conheço as minhas. Haverá quem queira criar intriga interna no PSD, haverá quem se queira ver livre do programa aos Domingos na RTP, haverá de tudo um pouco. O meu interesse é, contudo, muito terra-a-terra: que MRS seja o cabeça de lista às Europeias 2009 pelo PSD porque me parece o melhor para o PSD e para o país. Desesperantemente simples e ingénuo da minha parte? Talvez, mas não desisto de ser assim: defendo aquilo em que acredito. ;-)

2) As notícias. Houve notícias mal feitas, tendenciosas ou descuidadas? Houve. Isso retira algum valor à petição? Não. Mais uma vez, apenas sei o que _eu_ faço: não pressionei jornais nem tentei passar nenhuma imagem falsa (até porque não teria capacidade de influência para isso). Haverá quem o tenha feito? Acho altamente provável que sim. A responsabilidade disso é de quem o fez. Tentar atribuir-me a mim (pequenino no meio disto tudo), ao Vasco Campilho, a Pedro Passos Coelho, ou a quem quiser, intenções muito rebuscadas é entrar na mesma espiral de conspiração que JPP critica. Está no seu direito, mas para "teorias da cabala" já me chegam as do PS.

3) A sua afirmação a respeito das assinaturas, "quase todas oriundas dos próprios autores dos blogues que apoiaram a iniciativa", é evidentemente errada. Não há assim tantos blogs nem autores de blogs a apoiar MRS (ainda, pelo menos) ;-)

4) Por último, se eu quisesse entrar no mesmo estilo que utiliza no seu post de hoje, diria que a referência a "confissões" de "um seu autor" (que presumo seja eu) foi cuidadosamente redigida para induzir em erro os seus leitores. Não acredito que assim tenha sido, mas que se tratou apenas fruto da interpretação criativa (mas sincera, creio) que JPP faz dos factos que observa. Esclareço então. Não procurei autorização de ninguém para participar nesta iniciativa, pois não respondo perante nenhum "superior" na minha intervenção pública. Escutei, directa e indirectamente, opiniões alheias sobre as vantagens e inconvenientes desta iniciativa para o fim em causa (lembrando: eleger MRS para o PE!) atendendo também ao meu passado de intervenção cívica em várias frentes (por exemplo no blog A Baixa do Porto, entre muitas outras que são públicas, desde a Política à Religião). Deduzir que essas minhas consultas são, afinal, a origem da iniciativa é, concordará comigo, abusivo. Interpretações políticas mais elaboradas sobre opiniões, posições, apoios ou ausência deles, já devem ficar a cargo de analistas e comentadores prestigiados como o JPP, mais conhecedores do que eu de cabalas e ciências ocultas. ;-)

No meio disto tudo, parece esquecer-se o essencial: Marcelo Rebelo de Sousa é ou não é uma boa escolha? Quer dar a sua opinião, em vez de se limitar a analisar o pequeno mundo das intrigas?

Saudações (igualmente laranjas, não se esqueça)!
Tiago Azevedo Fernandes

2009/03/03

Ai, isto da Democracia é muito aborrecido 

Há dias resolvi recordar tempos da adolescência e fazer uma crítica bem humorada ao novo site destinado ao culto da imagem de José Sócrates. O PS resolveu prescindir do registo do endereço escrito em português correcto, que é sócrates2009.com, com acento, e ficou-se pelo socrates2009.com, em "português técnico". Por isso adquiri eu o primeiro deles e lá me diverti a fazer a página, devidamente assinada. A brincar também se dizem coisas sérias, com responsabilidade.

Pois não é que há quem tenha achado abusivo? E, mais curiosamente, que tenha até agora censurado os dois comentários que eu lá deixei, mas que entretanto tenha já publicado um outro, alheio, mais amigável? Aqui deixo, assim, aquilo que gostaria de ter visto aceite naquele blog.

---

Meu caro, fui de facto eu o autor. O site está assinado e pode ser confirmado pelo registo do domínio. Escolhi aquele endereço, tal como lá está explicado, porque o PS não mostrou interesse nele. No site não há insinuações, há manifestações claras de discordância perante a actuação do Governo e, em particular, do PM. Sócrates tem obrigações de comportamento e de coerência que estão implícitas ao aceitar o cargo de PM.

Eu sou militante de base do PSD, mas reservo-me o direito de manifestar a minha opinião individual sem que isso implique nenhuma vinculação das entidades que “linko” nos posts que escrevo ou nos sites que faço. Senão, estariam com aquele site vinculados o PSD, a Construir Ideias e o próprio PS. A minha capacidade de influência, infelizmente, não chega para tanto. ;-)

Eu percebo que a crítica seja incómoda mas, caríssimo, a democracia é assim mesmo. Esta crítica, ao menos, não é anónima. :-)


---

Acabei de acrescentar ao site um link para recovery.gov. Agora já se pode acrescentar com propriedade : "não se percebendo concretamente qual o papel de Barack Obama em mais este ataque" ;-)

---
Post scriptum: Pronto, já foi publicado. Mais vale tarde que nunca!

This page is powered by Blogger. Isn't yours?